Buscar
  • Kelrrey

História Clíptica: ELE É F*DÃO, MAS EU SEI QUE SOU TAMBÉM!



Muito antes de Despacito existir, uma banda brasileira alcançava o topo mais alto dos vídeos mais assistidos do YouTube. Com mais de 100 milhões de visualizações (o video chegou a registrar 118 milhões), em 2008, o vídeo não oficial de “Music Is My Hot Hot Sex” fez com que a trupe de Luisa Lovefoxxx tivesse o clipe mais assistido da história do canal de vídeos do Google. E por que “não oficial”? Senta que lá vem história clíptica! Um ano antes, a turma do Cansei de Ser Sexy havia lançado uma promoção em parceria com a MTV Itália. Gravaram cenas em Chroma-key (aquele famoso fundo verde) e pediram para os fãs produzirem clipes para a música Alcohol, do primeiro álbum “Cansei de Ser Sexy”. Eis que o fã italiano Clarus Bartel utilizou as cenas para produzir um clipe trash para “Music Is My Hot Hot Sex” e o vídeo se tornou o mais assistido no YouTube no ano de 2008. Só que... perae... o Youtube tinha só 3 anos de existência, e ainda não era normal que clipes chegassem a essa marca de 100 milhões de visualizações. O Google desconfiou e rolou uma investigação. Chegaram a retirar o vídeo do ar por um período. Em nota, o CSS informou que não tinha nenhuma ligação com o vídeo, a não ser da evidente, de que este se utiliza da música e imagem do grupo. O Google informou que poderia haver um erro na contagem, onde cada visualização estaria sendo contabilizada como 1000. Outra teoria (a mais certeira) defendia o fato do nome da canção trazer as palavras mais buscadas: “Music”, “Hot” e “Sex”. Não houve conclusão. Bartel, que dizia não saber como seu vídeo conseguiu tantas visualizações, deletou-o. Há quem diga que o vídeo foi retirado do ar mediante um valor pago pelo Google. O assunto “Music Is My Hot Hot Sex” como perfeito representante nacional, acabou em pizza. Porém entrou para a história do clipe.



1 visualização

©2019 by Portugays. Proudly created with Wix.com